segunda-feira, 4 de junho de 2012

The ALBERT DOCK e seus museus em Liverpool, Inglaterra

The Albert Dock


The Albert Dock

The Albert Dock

The Albert Dock

The Albert Dock

The Albert Dock

The Albert Dock

The Albert Dock

The Albert Dock

Merseyside Maritime Museum - no The Albert Dock

Tate Museum  no The Albert Dock

Restaurante do Merseyside


Fish and Chips


Risotto de beterraba.

O tempo estava chuvoso. Temperatura em torno dos 5 graus com o céu muito cinza. Foi assim que amanheceu o dia em Liverpool e aquilo me deixou realmente encantada porque cheguei na Inglaterra buscando um dia típico. Atravessamos a rua (Formule 1 Hotel) e já estávamos no The Albert Dock, para começar nossa exploração por Liverpool.

O Albert Dock é um conjunto de armazéns em torno do Mersey River, onde funcionam lojas, restaurantes, bares e museus. As docas foram abertas em 1846 e foi considerado uma revolução na época por causa do material utilizado e porque os navios descarregavam direto nos armazéns. Foi restaurado em 1981.

Mesmo com este tempo chuvoso e frio, havia bastante gente circulando. Fomos primeiro visitar o Tate: museu de arte moderna. Como a maioria dos museus na Inglaterra, a entrada é gratuita. Muita arte moderna em todos os andares. O curioso é a quantidade de criança circulando, observando e de adolescentes sentados no chão tentando desenhar o que viam ou então debatendo sobre a arte exposta. 

Visitamos também o International Slavery Museum. É um museu muito bacana que conta a história dos negros que foram escravizados ao redor do mundo. Claro que tem um capítulo sobre o Brasil. Liverpool foi uma importante rota para os mercadores de escravos. Eles esperam, ao contar esta história, combater o racismo.

Tem ainda o Merseyside Maritime Museum. Aqui entramos no mundo dos navios, incluindo o acidente do Titanic e partes de como ele era por dentro, as cabines e roupas, assim como uma réplica de seu irmão o Olympic.

Resolvemos almoçar por ali mesmo, no Merseyside: escolhi um risotto de beterraba e agrião. Estava gostoso e custou 7.50 pounds. Outra opção é o típico prato inglês: fish and chips (peixe com batata frita). O restaurante é simples, estava cheio e o atendimento foi ótimo. O garçom foi paciente ao nos explicar tudo o que perguntamos sobre os pratos e nos deixou à vontade para escolhermos.

Passear pelo The Albert Dock é uma delícia e uma fonte gostosa de conhecimento. É um lugar lindo e agradável com os típicos tijolinhos aparentes: muito inglês. Em todas as lojinhas que entramos as pessoas foram gentis, bem como nos museus, onde pedimos diversas informações e conversamos um pouco.