segunda-feira, 13 de outubro de 2014

ONDE encontrar as DELÍCIAS russas em MOSCOU e algumas encantadoras HISTÓRIAS:


Lindas barraquinhas de rua na Tverskaya Square

Os russos são muito cuidadosos com os detalhes: Tverskaya Square

"Esfiha" de carne 

Uma espécie de torta salgada grande com recheio
BARRAQUINHAS DE RUA: lindas e charmosas elas estão em muitas praças de Moscou, incluindo a Praça Vermelha. Há uma boa variedade de comida, desde aquelas para levar para casa como pães e o que pareciam ser compotas e outras para comer ali mesmo, ao ar livre.

A dificuldade aqui é a comunicação: só encontrei pessoas falando russo e toda a descrição da comida também estava em russo. O jeito foi escolher pela aparência do que estava exposto. Foi assim que eu descobri a esfiha ou ПиРожок (50 rublos em média) mas havia muitas outras opções e valores.

E em alguns lugares, como na Praça Vermelha há mesas disponíveis para os comensais

Barraquinhas na saída da Estação de Metro Barrikadnaya (Баррикадная)
Aqui cabe uma breve história: nas barraquinhas da estação de metrô Barrikadnaya (Баррикадная), diante da dificuldade de comunicação, que não avançava, a simpática atendente abriu um salgado para vermos o que havia dentro e logo em seguida abriu outro. Antes que ela abrisse todo o estoque, compramos os dois que ela abrira, apesar da insistência em nos vender salgados inteiros.

Diante de minha negativa para esquentá-los, a outra atendente segurou meu pulso e encostou o salgado em minha mão para que eu percebesse o quanto ele estava gelado e precisava ser aquecido. Juro que fiquei comovida com tanta presteza.

Red Square com o shopping GUM ao lado direito da foto
SHOPPING GUM (Red Square): o enorme e elegante shopping fica na Praça Vermelha, principal cartão postal da capital russa. Ao longo de seus corredores e andares há muitos cafés como o Café Armani, que são mais caros.

Blini (блины) com caviar vermelho

Lindos talheres no detalhe

Balcão de blini no último andar do Shopping GUM

Onde os blinis são feitos

Arroz Pillaf com carneiro

O restaurante do arroz pillaf estilo buffet
No último andar do GUM há restaurantes para bolsos mais modestos como o meu. Cada arco é um local com um tipo de comida e as mesas atendem a todos. Tem opções como o блины onde experimentei as panquecas russas (blini - 250 rublos o de caviar vermelho) e o Asian Buffet onde comi o arroz pillaf (190 rublos).

No Asian funciona assim: selecionamos o que queremos do buffet e uma pessoa nos serve. Ao final, o caixa nos mostra o valor, que depende de nossas escolhas. Não é por peso e sim por porção e tipo de comida preferida. Este sistema é bom porque só precisamos apontar para o prato.

O shopping GUM por dentro, no corredor dos restaurantes
Há outros restaurantes neste quarteirão de comida ou food court como burguers e sopas. A excelente localização do shopping nos dá uma ótima opção para almoçar e jantar já que podemos passar muito tempo turistando por esta área.

Café Pushkin

Café Pushkin: cardápio. A esfiha é traduzida por home-made baked pies.

Um chá fica mais gostoso em uma linda louça

Salgados russos: lembram nossas esfihas e pasteis de forno

A vitrine de doces do Café Pushkin

Café Pushkin

A entrada do Café Pushkin
CAFÉ PUSHKIN (Tverskoy Boulevard 26A, Moscow) - aberto em Junho de 1999 por causa de uma música francesa chamada Natalie, tem decoração inspirada na Russia pré-revolução.

O café tem mesmo um ar antigo e requintado. Nós o visitamos em um fim de tarde para tomar um chá que foi servido em uma bonita louça e estava impecável em termos de sabor e temperatura. Os doces na vitrine pareciam mini obras de arte e os salgados (entre 120 e 210 rublos) estavam deliciosos. 

O atendimento foi ótimo e quem embalava o ambiente era o brasileiro Tom Jobim. Havia cardápio em inglês e a garçonete falava a língua muito bem. 

Banheiro do Café Pushkin

Os detalhes do banheiro do Café Pushkin
Ar antigo
Mesmo optando por não jantar no restaurante (http://www.cafe-pushkin.ru/en/), fui ao banheiro e aproveitei para dar uma espiada pelos outros ambientes, que são realmente muito bonitos, com um ar secular e sofisticado.

КоФе Хауз cafeteria
КоФе Хауз:  o melhor café que eu tomei na Russia foi nesta rede local. O café é forte comparado aos outros que bebi (http://www.coffeehouse.ru/). Em algumas unidades encontramos pessoas falando um inglês rústico mas que ajudou na comunicação.

КоФе Хауз endereços em Moscou
Esta rede tem muitas unidades, que ficam próximas a pontos turísticos. Entramos em uma perto da Praça Vermelha (Nicholas Street., 11/13 ou николоямская  ул., 11/13) logo no primeiro dia em Moscou. Estávamos exaustos depois de muitas horas de voo, mas não queríamos perder tempo dormindo. 

Pedimos o expresso (que tem três tamanhos distintos) e o saboreamos felizes. Quando veio a conta percebemos que não tínhamos rublos suficientes para pagar. O jeito foi deixar o constrangimento de lado e explicar a situação para a garçonete já que o café não aceitava cartão de crédito e nem euros. Através de muita mímica, ela, sempre simpática, nos indicou um lugar próximo para trocar dinheiro. 

Meu nome em russo até que não fica muito diferente

A rede americana marca presença no pais
STARBUCKS COFFEE: para quem é aficcionado pela rede americana, ela também está no país. O mais divertido de tomar um café aqui é ver como fica seu nome em russo. 

O da foto fica próximo à estação de metrô Paveletskaya (Павелецкая) mas há vários outros endereços (http://starbuckscoffee.ru/ru/)

Bruscheta de salmão: o pão eh bem fininho

pizza de salmão: não vem queijo e nem molho de tomate

Cardápio em inglês 

Mais opções no cardápio

Salada com ovo pochê e salmão
PIZZA EXPRESS (Большая Садовая ул., 6c2, Moscow, Rússia, 123001): entramos no Pizza Express (http://pizzaexpress.ru.com/) por acaso. Estávamos na região e achamos a cara simpática. Entramos e nos conduziram para a varanda externa no segundo andar que ficava de frente para um parque. A noite estava agradável e fria. Jantar olhando para a natureza é bom demais. O único inconveniente é que era área de fumante. Por sorte só uma pessoa acendeu um cigarro.

A comida estava boa e o atendimento foi simpático: havia uma garçonete que se virava no inglês. 

Uma das unidades TEPEMOK em Moscou
TEPEMOK: está em todo o país. É uma rede de fast food (http://www.teremok.ru/), com formato muito parecido com as redes mais tradicionais que existem no Brasil, embora as comidas sejam bem diferentes  O forte do Tepemok são os blinis e as sopas.

De novo a questão aqui é a comunicação. A solução foi apontar para uma das fotos do painel e para o prato do vizinho. Seja qual for a opção a chance de nunca descobrirmos o que estamos comendo é enorme. Eu não descobri, mas gostei muito de minha escolha.

Hard Rock Cafe

Hard Rock Café Moscow
HARD ROCK CAFE: (Ulitsa Arbat, 44, Moscow, Rússia ou Улица Арбат, 44, Москва, Россия): o Hard Rock não costuma ser uma opção de refeição, mas costuma ser uma opção para compra de camisa com o nome da cidade. Como era mês de meu aniversário e a sobremesa era de graça, almoçamos por aqui.

Foi um momento globalização: almoçar comida mexicana, em um restaurante inglês, situado em uma cidade russa, ao som de música colombiana. 

O atendimento nos restaurantes de Moscou foi muito simpático e gentil. Quando não havia ninguém que falasse inglês, eles tentavam nos ajudar de alguma forma. Quando havia, tudo ficava bem mais fácil. 

Quase nunca o serviço era rápido, mas para quem está de férias não costuma ser um motivo de aborrecimento. Ainda mais quando percebemos que é uma questão local.